Vacinas antes da gravidez

Muitas mulheres não sabem, mas algumas vacinas devem ser administradas antes da gravidez, para evitar problemas futuros.

Vacinação na gravidez

A vacinação antes da gravidez é uma forma de proteger a futura mamãe e o bebê, prevenindo má formação e a perda espontânea do bebê. O ideal é que a mulher receba a vacina antes da gestação. Algumas vacinas não podem ser aplicadas quando a mulher já esta grávida, sendo necessário esperar entre um a dois meses entre a administração das vacinas com vírus vivos e a concepção.

Saiba quais as principais vacinas indicadas para as mulheres em idade de reprodução.

Vacina rubéola antes da gravidez

Somente através da realização do exame de sangue é possível saber se a mulher precisa ser vacinada contra a rubéola. Caso o exame mostrar que o organismo não tem imunidade para a doença, seja porque nunca teve rubéola ou nunca recebeu a vacina, é necessário a vacinação. Após a receber a vacina é preciso esperar no mínimo trinta dias para tentar engravidar.

Geralmente o médico indica a vacina tríplice viral que previne contra a rubéola, sarampo e caxumba. Ressaltando que caso a gestante for infectada com vírus da rubéola, o feto pode vir a ter malformações tais como catarata, glaucoma, surdez, problemas neurológicos e cardíacos.

Grávida deitada

Vacina hepatite antes da gravidez

Antes da gravidez a mulher deve realizar os testes sorológicos para verificar se esta ou não imune à hepatite A. Caso não seja imune deve receber a vacina antes do início da gestação. Já a mulher portadora de hepatite B tem grandes possibilidades de transmitir o vírus ao bebê durante o parto.

Os filhos das mães portadoras do vírus da hepatite B podem vir a ter sérios problemas de saúde, tais como cirrose e câncer hepático. É aconselhável que a mulher tome a vacina VHB antes de engravidar. Entretanto caso a mulher descubra que está contaminada com o vírus da hepatite B durante a gestação deve buscar orientação junto ao hepatologista que irá determinar se existe ou não necessidade de cuidados especiais.

Grávida sorrindo

Vacina antitetânica antes da gravidez

A vacina antitetânica pode ser aplicada antes ou depois da gravidez. Caso a mulher tenha recebido pelo menos uma dose da vacina nos últimos cinco anos não necessita repetir a vacinação. Não há restrições ao uso da vacina pelo fato de que ela é feita de toxina inativa, e não da bactéria.

Em caso de dúvidas, ou se não recorda quando recebeu a última dose ou se faz mais de cinco anos desde que a tomou, deve receber a vacina por precaução. A vacina assegura que o organismo da gestante e do bebê fique protegido contra a bactéria causadora do tétano.

O obstetra irá orientar como deve ser feita a vacinação, se necessário ele poderá indicar a aplicação de uma dose de reforço no sétimo mês de gestação. Alguns médicos costumam indicar a vacina Tríplice bacteriana acelular para adultos, já que essa vacina previne contra a difteria, tétano e a coqueluche.

Barriga de grávida

Vacina febre amarela antes da gravidez

A febre amarela durante a gravidez pode levar a óbito, e considerando que a vacina é preparada a partir de um vírus vivo, não é aconselhável a vacinação depois que a mulher já estiver grávida. Portanto a gestante não deve viajar a áreas onde a febre amarela é endêmica, nos casos em que a viagem seja impreterível, a vacinação é única forma de se proteger do vírus.

corrimento gravidez copy

É aconselhável que qualquer tipo de vacinação seja feita antes da gravidez, já que não há consenso sobre os efeitos das vacinas sobre o desenvolvimento fetal.

Confira o vídeo que separamos para você e saiba mais sobre a importância da vacinação na gravidez.

Saiba mais sobre os cuidados na gravidez

Revisado em 20/07/2017
Publicado em 13/01/2014 por João

Tags: , ,

Mais informações por email


Comentários

  • elizangela

    09/12/15

    Eu perde com 4mes e verdade que agente fazer a cirurgias quantos está grávida de 12 semana
    responder

Comentar