Home » Saúde » Menstruação

Pílula do dia seguinte atrasa a menstruação quanto tempo?

Saiba o que é a pílula do dia seguinte, como ela funciona, quais os efeitos colaterais e se ela pode ou não atrasar a menstruação.

Pílula na boca

A pílula do dia seguinte tem se tornado cada vez mais popular e, embora muitas mulheres façam uso indiscriminadamente há muito tempo, sua eficácia e efeitos colaterais ainda geram muitas dúvidas, principalmente em relação ao tempo que acaba atrasando a menstruação.

A pílula do dia seguinte não deve ser vista em hipótese alguma como um método contraceptivo de uso frequente e sim como um método contraceptivo de emergência, utilizado apenas com orientação médica.

Pílula do dia seguinte como funciona?

Ela não deve ser usada por muito tempo, sob o risco de ter sua eficácia contra gravidez não garantida e efeitos colaterais que incluem  a menstruação fortemente afetada e problemas gestacionais futuros. Além disso, o uso da pílula do dia seguinte no lugar do preservativo não inibe as chances de que sejam contraídas algum tipo de doença.

Pílula do dia seguinte como funciona?

A pílula do dia seguinte age de forma diferente em cada organismo, mas é basicamente uma bomba com doses altíssimas de progesterona, hormônio responsável por impedir a ovulação.

A pílula do dia seguinte é tão forte que cada dose equivale a 10 vezes mais os anticoncepcionais de uso diário e, sendo assim, é praticamente impossível essa bomba não causar efeito colateral, tanto no organismo quanto na menstruação, principalmente quando usada com frequência.

Como funciona a pílula do dia seguinte

Existem tipos diferentes de pílula do dia seguinte, em dois comprimidos ou dose única, seja qual for o tipo escolhido, ela deve ser tomada no máximo em até 72 horas após a relação.

Acompanhe como funciona a pílula do dia seguinte na imagem:

Como funciona a pílula do dia seguinte

Pílula do dia seguinte atrasa a menstruação?

A pílula do dia seguinte, compromete todo ciclo menstrual e atrasa a menstruação, por isso no mês em que você tomou a pílula, sua menstruação pode ser mais curta ou mais longa devido às altas taxas de hormônios contidos, e até normalizar o ciclo, ficará impossível calcular seu período fértil, assim como o dia da próxima menstruação.

Alguns dias após a ingestão da pílula do dia seguinte, pode ocorrer sangramento (um dos principais efeitos colaterais) ou atraso da menstruação por até 3 semanas.

Sendo assim, o correto é fazer um exame de sangue para confirmar se a pílula teve o resultado desejado ou não. Se usada com frequência, a pílula do dia seguinte poderá desregular totalmente a menstruação, causando desarranjos em vários ciclos e facilitando assim uma gravidez.

Menstruação atrasada

Efeitos colaterais da pílula do dia seguinte

Os efeitos colaterais podem ser diversos e variam de um organismo para o outro. Entre os efeitos colaterais mais comuns, além do sangramento, estão atraso ou adiantamento da menstruação por até 3 semanas, dores de cabeça, enjoos, vômitos, hipersensibilidade nas mamas e diarreia.

Vale frisar que os efeitos colaterais da pílula do dia seguinte pode não afetar todas as mulheres e diferenciar-se entre elas.

Mulher com dor de cabeça ao tomar pílula do dia seguinte com menstruação atrasada

É importante frisar que a pílula do dia seguinte em hipótese alguma deve substituir os métodos contraceptivos regulares e se você faz uso dela mais de uma vez por mês, deixou de ser emergência e passou a ser rotina.

A gravidez com certeza deve ser planejada, mas muitas mulheres estão substituindo o uso do preservativo pela pílula do dia seguinte, correndo o risco de contraírem doenças graves.

Não se preocupe com o quanto de tempo a pílula pode atrasar a sua menstruação, mas sim em se proteger para não ter que usá-la.

Quer saber mais sobre a pílula do dia seguinte? Então não deixe de conferir o vídeo Pílula do dia seguinte atrasa a menstruação? Do Portal Mundo Mulheres no Youtube.

Publicado por Josi
Revisado em 28/11/2017

Compartilhar

Comentar com Facebook

Receba novidades