Vacinas antes da gravidez

Muitas mulheres não sabem, mas algumas vacinas devem ser administradas antes da gravidez, para evitar problemas futuros.

Vacinação na gravidez

A vacinação antes da gravidez é uma forma de proteger a futura mamãe e o bebê, prevenindo má formação e a perda espontânea do bebê. O ideal é que a mulher receba a vacina antes da gestação. Algumas vacinas não podem ser aplicadas quando a mulher já esta grávida, sendo necessário esperar entre um a dois meses entre a administração das vacinas com vírus vivos e a concepção.

Saiba quais as principais vacinas indicadas para as mulheres em idade de reprodução.

Mais sobre vacinas antes da gravidez

Vacina rubéola antes da gravidez

Somente através da realização do exame de sangue é possível saber se a mulher precisa ser vacinada contra a rubéola. Caso o exame mostrar que o organismo não tem imunidade para a doença, seja porque nunca teve rubéola ou nunca recebeu a vacina, é necessário a vacinação. Após a receber a vacina é preciso esperar no mínimo trinta dias para tentar engravidar.

Geralmente o médico indica a vacina tríplice viral que previne contra a rubéola, sarampo e caxumba. Ressaltando que caso a gestante for infectada com vírus da rubéola, o feto pode vir a ter malformações tais como catarata, glaucoma, surdez, problemas neurológicos e cardíacos.

Grávida deitada

Vacina hepatite antes da gravidez

Antes da gravidez a mulher deve realizar os testes sorológicos para verificar se esta ou não imune à hepatite A. Caso não seja imune deve receber a vacina antes do início da gestação. Já a mulher portadora de hepatite B tem grandes possibilidades de transmitir o vírus ao bebê durante o parto.

Os filhos das mães portadoras do vírus da hepatite B podem vir a ter sérios problemas de saúde, tais como cirrose e câncer hepático. É aconselhável que a mulher tome a vacina VHB antes de engravidar. Entretanto caso a mulher descubra que está contaminada com o vírus da hepatite B durante a gestação deve buscar orientação junto ao hepatologista que irá determinar se existe ou não necessidade de cuidados especiais.

Grávida sorrindo

Vacina antitetânica antes da gravidez

A vacina antitetânica pode ser aplicada antes ou depois da gravidez. Caso a mulher tenha recebido pelo menos uma dose da vacina nos últimos cinco anos não necessita repetir a vacinação. Não há restrições ao uso da vacina pelo fato de que ela é feita de toxina inativa, e não da bactéria.

Em caso de dúvidas, ou se não recorda quando recebeu a última dose ou se faz mais de cinco anos desde que a tomou, deve receber a vacina por precaução. A vacina assegura que o organismo da gestante e do bebê fique protegido contra a bactéria causadora do tétano.

O obstetra irá orientar como deve ser feita a vacinação, se necessário ele poderá indicar a aplicação de uma dose de reforço no sétimo mês de gestação. Alguns médicos costumam indicar a vacina Tríplice bacteriana acelular para adultos, já que essa vacina previne contra a difteria, tétano e a coqueluche.

Barriga de grávida

Vacina febre amarela antes da gravidez

A febre amarela durante a gravidez pode levar a óbito, e considerando que a vacina é preparada a partir de um vírus vivo, não é aconselhável a vacinação depois que a mulher já estiver grávida. Portanto a gestante não deve viajar a áreas onde a febre amarela é endêmica, nos casos em que a viagem seja impreterível, a vacinação é única forma de se proteger do vírus.

corrimento gravidez copy

É aconselhável que qualquer tipo de vacinação seja feita antes da gravidez, já que não há consenso sobre os efeitos das vacinas sobre o desenvolvimento fetal.

Confira o vídeo que separamos para você e saiba mais sobre a importância da vacinação na gravidez.

Saiba mais sobre os cuidados na gravidez

13/01/14 por Joao Romao

   

Mais informações por email

Comentários

  1. Eu perde com 4mes e verdade que agente fazer a cirurgias quantos está grávida de 12 semana

    elizangela

    09/12/15

Comentar

Siga-nos nas redes sociais

Instagram
YouTube
Facebook