Tireóide sintomas e tratamento

Tireóide sintomas e tratamento

A tireóide é uma glândula endócrina do corpo humano, essencial ao bom funcionamento do organismo, localiza-se no pescoço, logo após a região conhecida como “gogó”, seu formato parece uma borboleta e sua principal função é produzir e armazenar os hormônios tireoidianos, como T3 (triiodotironina) e T4 que é o hormônio tiroxina, que são os responsáveis em manter regulado nosso metabolismo, controlando nossa temperatura, crescimento dos pelos, batimentos cardíacos, ciclo menstrual e o intestino, quando ocorrem alterações nas taxas desses hormônios, estando muito acima ou abaixo do padrão, nosso corpo sofre.
Alguns sintomas como cansaço, unhas quebradiças, sonolência, desânimo, prisão de ventre, ansiedade, aumento ou diminuição de peso, perda de apetite e até mesmo tendência para diarréia podem ser alguns sinais de que esteja ocorrendo essas disfunções que se caracterizam por dois tipos: o hipotireoidismo que é a baixa produção dos hormônios sendo a disfunção mais comum, atingindo um homem para cada dez mulheres, a incidência em mulheres ocorre ainda mais com o aumento da idade, principalmente após os 35 anos e o hipertireoidismo que é a alta produção, ambos precisam ser tratados, pois prejudicam nosso organismo igualmente.
O desenvolvimento do hipotireoidismo pode ocorrer por dois fatores, primeiro pelo excesso de sal na comida, devido à concentração excessiva de iodo na tireóide que ocorre pelo consumo exagerado do sal, essa concentração prejudica o funcionamento da glândula, por consequência a produção dos hormônios. O segundo fator causador do hipotireoidismo são os remédios manipulados para emagrecer, em suas fórmulas são misturados anfetaminas, laxantes, diuréticos, calmantes e hormônios, que alteração a produção natural dos hormônios por isso muito cuidado com a busca desenfreada pela perda de peso.
Estas disfunções podem ser detectadas através de exames de sangue solicitados e avaliados pelo médico e embora não tenham cura, há tratamentos que variam de pessoa para pessoa, de forma geral o tratamento é feito por medicamentos que tem por finalidade repor os hormônios que a glândula não consegue produzir.
Para o tratamento específico do hipotireoidismo, basta uma reposição hormonal por comprimidos, pois a produção dos hormônios encontra-se abaixo do esperado, inicialmente a dosagem será baixa e aos poucos o médico irá ajustando.
Já o tratamento do hipertireoidismo é mais complexo, a primeira alternativa é bloquear a produção excessiva dos hormônios através de remédios, que durante um ano serão ajustados quanto à dosagem, porém somente 20% a 30% dos pacientes apresentam melhora através desse tratamento, quando não obtido resultados satisfatórios a opção será a terapia por iodo radioativo que tem por finalidade destruir as células que produzem os hormônios em excesso, o método cirúrgico será a última alternativa, retirando parte ou toda glândula, este é o último recurso, pois depois da cirurgia o paciente passará a depender de reposição hormonal.
Os distúrbios da tireóide são considerados simples de diagnosticar e também tratar, é preciso, porém atenção, pois muitas vezes seus sintomas são confundidos com outras doenças, devendo em qualquer um dos sintomas citados acima procurar um especialista para uma avaliação médica.

                       
Nenhum voto, seja o primeiro



Josi
28/09/10


Mais informações por email.

Deixe uma resposta

Para comentar você precisa realizar seu login com o Facebook