Queda de cabelo como evitar

Queda de cabelo como evitar

O cabelo é considerado como moldura do rosto, por isso nós mulheres o valorizamos tanto e embora haja uma queda de cabelo considerado normal diariamente, a verdade é que ninguém gosta de vê-los cair, pois a calvície é um temor que acompanha tanto homens quanto mulheres.
A queda de cabelo é pouco comum entre as mulheres, porém quando ocorre causa muitos danos, muito mais que físicos, gera problemas psicológicos e até mesmo sociais, visto que a boa aparência é fator predominante na vaidade feminina. As causas que levam a queda são muito complexas devido à diversidade de fatores, porém poucas pessoas percebem que a queda pode estar relacionada diretamente com a saúde do corpo e pode ser motivada por uma alimentação e higiene inadequadas, dentre outros fatores.
Neste artigo abordaremos a queda de cabelo menos grave, porém que não deixa de ser preocupante, por isso confira algumas dicas para acabar com o problema e ainda garantir fios saudáveis por mais tempo.
>> Oleosidade e queda caminham juntas, lado a lado, por isso o primeiro cuidado é manter os fios sempre limpos, pois a gordura presente no cabelo dificulta a oxigenação feita pelo couro cabeludo o que enfraquece consideravelmente os fios, levando-os a queda. Segundo os dermatologistas, cabelos oleosos necessitam de maiores cuidados como a lavagem diária em água de morna para fria, jamais em água quente, nunca vá dormir com os cabelos molhados e não use condicionadores ou leave-in na raiz.
>> Para um cabelo de causar inveja, bonito e saudável, a alimentação faz toda a diferença, pois alguns nutrientes são indispensáveis para a saúde dos fios, é o caso das proteínas, vitaminas A e C, ácido linoléico, cobre, iodo e o zinco. Você pode encontrar esses nutrientes consumindo ervilha, hortaliças cruas, amendoim, frutas cítricas, trigo integral, carnes em geral, leite e seus derivados e também óleos vegetais.
>> Para quem tem o hábito da escova e chapinha é fundamental usar um protetor térmico nos fios antes de fazer a escova, evitando assim que os fios se quebrem, pois segundo os profissionais cabeleireiros, o calor desses equipamentos deixa os fios com aspecto ressecado e quebradiço, o que gera também a queda.
>> Como já vimos os nutrientes são os responsáveis pela saúde não só do corpo, mas também do cabelo, através da circulação sanguínea os nutrientes são transportados por todo o corpo. Para quem fuma a nicotina interfere diretamente na circulação sanguínea, comprometendo e dificultando a irrigação do sangue no organismo, com isso o corpo não consegue expelir as toxinas comprometendo a saúde de todo o corpo, refletindo também no cabelo que fica fraquinho e opaco, sem vida.
>> Assim como existem alguns alimentos considerados aliados da beleza, existem também os vilões, que quando consumidos em excesso podem deixar os fios frágeis, facilitando a queda, é o caso do café, alimentos gordurosos, frituras e o açúcar refinado que deve ser usado e consumido com moderação, além das bebidas alcoólicas, é claro! Riscando esses alimentos do seu cardápio, além da saúde dos fios você ainda garante uma cinturinha de pilão!

                       

Além desses cuidados para evitar a queda dos fios, algumas atitudes simples ainda podem estimular o crescimento do cabelo, como massageá-los durante a lavagem. Após aplicar o condicionador nos fios, com a cabeça voltada para baixo use a pontas dos dedos para massagear a raiz do cabelo por pelo menos dois minutos, porém cuide para não espalhar o condicionador no couro cabeludo. Enxágue o cabelo e repita a operação em todas as lavagens. Alimentos como nozes, linhaça, cenoura, vegetais, abacaxi e cereais estimulam o crescimento dos fios, assim como produtos compostos a base de jaborandi, cafeína e ginko biloba que promovem a irrigação sanguínea.
Todas as dicas podem parecer bem simples, porém são essenciais e muitas vezes esquecidas em nosso dia a dia, e são elas que fazem grande diferença na beleza de nossas madeixas.
Importante ressaltar que perder em média de cinquenta a cem fios diariamente é considerado normal, porém toda queda deve ser investigada mais de perto, por isso sempre que possível consulte um dermatologista para que este possa lhe orientar de forma mais específica quanto aos produtos mais recomendados ao seu tipo de pele e cabelo.

1 voto



Josi
16/02/11



Vídeos Relacionados

Mais informações por email.

Deixe uma resposta

Para comentar você precisa realizar seu login com o Facebook