Pílula do dia seguinte efeitos colaterais

Pílula do dia seguinte efeitos colaterais

A pílula do dia seguinte ainda é um assunto bastante polêmico, pois gera muitas dúvidas e insegurança em quem utiliza esse método. Primeiro vamos entender que a pílula do dia seguinte não é um anticoncepcional normal que deve ser usado sem restrições, deve ser usado somente em extrema necessidade, em casos acidentais quando a camisinha se rompe, por exemplo, e nunca ser sinônimo de esquecimento ou alternativa para o sexo descuidado, pois seus efeitos colaterais são diversos.
Existem dois tipos de pílula do dia seguinte, dose única e a mais habitual que são dois comprimidos, sendo que a mulher deverá ingerir um comprimido logo após a relação sem proteção e o outro após 12 horas, pode ser usado até 72 horas após o sexo, mas o índice de falhas aumenta gradativamente chegando até a 42%.
Quando ingerida de forma correta (logo após o sexo e decorrido 12 horas) a pílula agirá antes da fecundação no muco cervical, tornando-o mais espesso o que impede a passagem dos espermatozóides, caso a fecundação tenha ocorrido provocará uma descamação do útero, impedindo a implantação do ovo, por isso alguns mulheres “menstruam” cinco dias após tomar à pílula, quanto antes ingerir maiores as chances de se evitar que os espermatozóides fecundem o óvulo. Mas estejam atentas, caso o ovo já tenha sido implantado a pílula do dia seguinte não terá efeito algum, mesmo ingerida da forma correta.
Vale lembrar que a pílula anticoncepcional não deve nunca ser substituída pela do dia seguinte e nunca deixar de se proteger através da camisinha, trata-se de um método emergencial que não deve ser considerado rotineiro, pois é uma verdadeira bomba de hormônios agindo no organismo feminino, lembrando também que o seu uso é único para cada relação, portanto, não evita a gravidez em outras relações. Quando usado de forma excessiva sua eficácia diminui consideravelmente aumentando as chances de engravidar.
Entre seus efeitos colaterais o mais conhecido é a alteração no ciclo menstrual, o que causa verdadeiro pavor na maioria das mulheres, não há como saber quando a mulher irá menstruar. Dores de cabeça, nos seios, náuseas e vômitos também são alguns efeitos colaterais provocados pelo uso da pílula, caso ocorra vômito e diarréia nas primeiras horas após a primeira ingestão a dose deverá ser repetida.
Devido à grande quantidade de hormônios a pílula do dia seguinte é contra indicada a mulheres com doenças no sangue, as hipertensas e obesas mórbidas, pois correm mais riscos de coagulação no sangue, obstruindo os vasos, podendo levar a morte.
Como vimos à pílula do dia seguinte não é simplesmente mais uma pílula anticoncepcional, seu uso é restrito a casos de emergência e deve ser administrada com responsabilidade, embora possa ser adquirida sem prescrição médica, é indispensável à orientação de um profissional, pois somente ele indicará com certeza o melhor medicamento a você.

         
0 voto






Mais informações por email.


X
Curta a página