O bebê pode passar da hora de nascer?

É comum as mulheres terem dúvidas sobre o dia do nascimento do bebê, principalmente quando o mesmo atrasa por algum motivo.

mulher gravida

Hoje falaremos com as futuras mamães que se encontram ansiosas com o momento do parto, afinal foram nove meses de muita expectativa, novas descobertas, sensações e muitas transformações, tanto físicas quanto emocionais. Durante o período gestacional com certeza houve muitas dúvidas e preocupações em relação à saúde e bem estar do seu filho e agora que esse momento tão sublime do nascimento se aproxima, além da expectativa em enfim conhecer e segurar seu “filhote” nos braços uma dúvida e até mesmo um receio muito comum entre as gestantes é o medo que o bebê passe da hora de nascer. Essa preocupação faz com que muitas gestantes procurem seus obstetras angustiadas, temendo que isso cause algum risco a seus filhos, portanto para tranquilizá-las fomos pesquisar mais acerca do assunto, confira o que descobrimos:

                       

Primeiro é importante esclarecer que a data do parto é calculada com base no primeiro dia da sua última menstruação, contanto a partir daí quarenta semanas, feito essa contagem seu obstetra tende a marcar no “cartão da gestante” uma possível data para o parto, porém esse parâmetro varia muito de mulher para mulher, por isso compreende-se uma gestão normal aquela que vai de trinta e sete a quarenta e duas semanas, portanto seu bebê poderá nascer duas semanas antes da possível data ou duas semanas depois da data anotada em seu cartão, sem que isso represente riscos ou perigos.

O “adiantamento” ou o “atraso” do seu bebê ao nascer ocorre na maioria das vezes justamente pelo fato da mulher não ter certeza da última data da menstruação, esse fato compromete o cálculo da idade gestacional e com isso se trabalha com hipóteses. Para estes casos em que a mulher não se lembra da data da última menstruação é indicado a ultrassonografia transvaginal que pode apontar com certeza a idade gestacional, porém para esse fim o exame só poderá ser realizado entre a sexta até a décima segunda semana, sendo depois disso solicitado apenas para o acompanhamento do desenvolvimento fetal.

Já para as mamães que terão parto normal é difícil prever com exatidão a data do parto, trabalha-se também com possíveis datas, porém quem determinará o momento do parto será exclusivamente o bebê. Portanto meninas, não se assustem caso esteja passando do dia que seu obstetra marcou, lembrem-se que passar até duas semanas após essa data é considerado normal, porém esteja sempre atenta aos sinais que seu corpo emite quando algo não está bem, caso perceba qualquer anormalidade, procure seu médico imediatamente. No mais desejamos felicidades as futuras mamães e boa sorte!

4 votos



Josi
13/04/11



Vídeos Relacionados

Mais informações por email.

Deixe uma resposta

Para comentar você precisa realizar seu login com o Facebook