Corrimento marrom escuro o que é?

O corrimento marrom escuro é um problema de muitas mulheres e pode ser provocado por diversas causas, incluindo hábitos da rotina.

Sapato e calcinha de mulher

O corrimento como popularmente é chamado, trata-se de uma secreção vaginal e um problema que afeta muitas mulheres. E, como a ocorrência pode ser determinada por causas variadas, a primeira e principal recomendação é a consulta ao ginecologista. De acordo com os especialistas é preciso avaliar o uso de medicamentos anticoncepcionais, as relações íntimas, hábitos da rotina da mulher e o período do ciclo menstrual para se chegar as causas do corrimento.

                       

Corrimento marrom escuro causas

Quando a mulher está ovulando, por exemplo, há grandes chances de ocorrer uma secreção clara e sem odor não relacionada a nenhuma doença. A região íntima produz um conteúdo ácido e inodoro para proteger-se de possíveis infecções, essa secreção conhecida como “clara de ovo” ou “corrimento normal” é produzida para facilitar a fecundação.

A menopausa também pode ser um efeito desencadeador do corrimento marrom escuro, uma vez que a falta de hormônio do período pode ressecar a mucosa e irritar a área íntima, inclusive causando coceira. O uso de sabonetes, lubrificantes ou protetores diários também podem ressecar a mucosa provocando o corrimento marrom escuro.

Entretanto, é preciso ficar atenta ao corrimento marrom escuro com cheiro desagradável, colorações fortes ou que provoque coceira e ardência. Infecções frequentes como a vaginose, a candidíase e a triconomíase pode manifestar tais sintomas, mas é preciso ter o diagnóstico preciso consultando um especialista para a realização de exames.

Mulher com cara de preocupada

Corrimento marrom escuro na gravidez

A ocorrência da secreção marrom escura em mulheres grávidas, principalmente depois da 6ª semana de gestação, é uma reclamação bastante comum. É preciso que a gestante esteja atenta às manifestações do corpo e procure um médico assim que notar o corrimento ou qualquer outra secreção. As alterações hormonais normalmente podem gerar uma espécie de corrimento branco e sem cheiro.

Qualquer outra manifestação de cor, odor, ardência ou coceira pode ser um sinal de alerta. Caso o corrimento marrom escuro na gravidez seja relacionado a alguma infecção ou perda sanguínea deve ser tratado imediatamente, sob o risco de complicações como parto prematuro, ruptura da bolsa ou infecção pós parto.

Mulher grávida 1

Corrimento marrom escuro depois da menstruação

O corrimento marrom escuro depois da menstruação pode ser provocado por vários fatores nocivos ou não a saúde da mulher. Um dos prováveis fatores do corrimento marrom são os restos de menstruação, ou seja, em sua última menstruação por fatores desconhecidos a mucosa uterina não conseguir sair totalmente, por isso mesmo depois de dias que a menstruação já passou é possível que seus restos ainda saiam em uma cor amarronzada. Em outros casos o corrimento marrom escuro pode ser um problema mais sério como infecções pélvicas, câncer do colo do útero, perimenopausa e DSTs.

Absorventes 1

Corrimento marrom escuro com odor

Como dito nos tópicos acima quando o corrimento não possui odor, cor, ardência e nenhuma dor, pode ser considerado um corrimento comum, mas se ele vem na cor marrom escuro e acompanhado de odor, ou seja, mau cheiro intenso pode ser o sinal de Gonorreia. Caso este corrimento vier acompanhado de sangue pode significar infecção por Clamídia.

Mau cheiro

Como evitar o corrimento marrom escuro

A regra de ouro na prevenção de corrimentos e outras manifestações é o uso correto do preservativo e a consulta periódica ao ginecologista. Nosso organismo nos dá sinais quando alguma coisa pode não andar bem, como o corrimento que pode ser indícios de problemas mais sérios. Cuidados diários como trocar o uso de sabonetes (principalmente aqueles com creme hidratante, antibactericidas e antifúngicos) pelo uso de sabonete íntimo  indicado pelo seu ginecologista também ajudam na prevenção.

Roupas íntimas devem ser leves, de algodão e não apertadas. Por falar em roupas íntimas, evite usar amaciantes ou água sanitária: o ideal é lavar a lingerie com água e sabão neutro. O uso contínuo de protetores diários também não são recomendados, assim como as lavagens internas (conhecidas  como duchas íntimas), pois podem tirar a proteção natural da mucosa.

roupa íntima no varal

Se suspeitar de algum problema, nunca tome um medicamento sem o acompanhamento médico.

Quer saber mais sobre corrimento? Então não deixe de conferir o vídeo Corrimento feminino é normal? Do canal do Portal Mundo Mulheres do Youtube:

Vejas mais sobre corrimento

25 votes





Mais informações por email.

Deixe uma resposta

Para comentar você precisa realizar seu login com o Facebook