Conheça algumas doenças tipicamente femininas

Existem algumas doenças tipicamente femininas que merecem uma atenção especial. Conheça algumas mais comuns e cuide-se, sua saúde agradece.

Estetoscópio com coraçãoA mulher moderna possui um estilo de vida mais intenso, afinal ela se desdobra para atender a todas as suas responsabilidades seja com a família, seja no trabalho e o resultado dessa agitação reflete diretamente em sua saúde, pois algumas doenças tipicamente femininas podem se manifestar em longo prazo.

Um estilo de vida inadequado, mais alterações hormonais, podem causar alguns transtornos especialmente femininos que podem nos abater em determinados ciclos da nossa vida, por isso o Mundo Mulheres traz algumas informações sobre algumas doenças tipicamente femininas e seus sintomas mais peculiares, para você mulher conhecer e se cuidar.

                       

Doenças ginecológicas femininas

Algumas doenças tipicamente femininas que se originam em alguns órgãos ginecológicos podem apresentar sintomas inespecíficos, dificultando um diagnóstico mais rápido e preciso, vejamos as principais.

Dismenorreia

Muler com dorA cólica menstrual ou dismenorreia é uma doença tipicamente feminina que se manifesta durante a menstruação, sendo que a grande maioria das mulheres sofrem desse mal. A dismenorreia se caracteriza por cólicas que são muito intensas, chegando ao ponto de impedir as atividades habituais. Um segundo alerta a essa doença é a dor que se manifesta durante a relação sexual, dificuldade para engravidar e alterações intestinais ou urinárias durante o ciclo menstrual, nos casos mais avançados a dor pode ocorrer, inclusive, fora do período menstrual.

Endometriose

É uma doença feminina bastante comum que está relacionada ao ciclo menstrual, em média atinge 50% das mulheres em idade fértil, ocorrendo com mais frequência em mulheres com mais de 35 anos, porém em alguns casos a endometriose pode se desenvolver na adolescência. É uma doença silenciosa, pois não apresenta sintomas imediatos.

Ilustração de endometrioseO nome dessa doença vem da palavra endométrio que é a camada que reveste o interior do útero e que é expelida durante a menstruação se a mulher não engravidar, porém algumas células do endométrio podem cair e permanecer na cavidade abdominal, desencadeando um processo inflamatório, causando dor e sangramentos irregulares.

Cólicas muito exageradas, com certa resistência a melhorar com medicamentos e que incapacite de exercer atividades diárias, dor na relação sexual, dificuldades para engravidar, alterações intestinais durante o período menstrual como diarreia ou dor para evacuar, são os principais alertas a endometriose.

Mioma ou Fibrose uterina

MiomaA Fibrose uterina é outra doença tipicamente feminina que atinge uma em cada cinco mulheres em idade fértil, caracteriza-se por tumores no útero, que raramente evoluem para câncer, sendo assim são tumores benignos. Na maioria dos casos a fibrose uterina não apresenta sintomas, porém algumas mulheres podem ter menstruação intensa e muita dolorosa ou sangramentos fora do período menstrual, dor durante a relação sexual, dor lombar, necessidade constante de ir ao banheiro e pressão pélvica.

Corrimentos vaginais

corrimento copy

Os corrimentos vaginais são doenças tipicamente femininas que se caracterizam por secreções expelidas pela vagina, que podem variar quanto à consistência, sendo alguns tipos mais espessos, outros mais pastosos e ralos, quanto à cor, que pode ser marrom, verde, amarelo, branco e límpido e alguns tipos apresentam odor extremamente desagradável.

As causas para o corrimento vaginal são muitas, algumas bem comuns como estresse, ovulação e gravidez e outras mais sérias relacionadas a doenças como a candidíase, vaginose atrófica e bacteriana, clamídia e gonorreia.

Alguns corrimentos são considerados normais, principalmente em mulheres que se encontram em idade fértil, são secreções transparentes ou esbranquiçadas, muito semelhantes à clara de ovo e que podem aumentar de quantidade durante o ciclo menstrual. Já o corrimento que muda de cor, consistência e apresenta mau cheiro, pode indicar infecções.

Doenças femininas mais comuns

Existem algumas doenças próprias de cada sexo que são extremamente comuns, algumas são consideradas tipicamente femininas, pois sua incidência é bem maior em mulheres.

Síndrome ovários Policísticos (SOP)

Ilustração de um ovário policísticoA síndrome dos ovários policísticos é uma doença tipicamente feminina de desordem reprodutiva, que além de causar irregularidade menstrual, geralmente com intervalos muito longos, podem gerar infertilidade.

O principal sintoma da SOP é o atraso ou mesmo a ausência da menstruação, estão associados aos ovários policísticos também o aparecimento de pelos no corpo, acne e obesidade.

Osteoporose

Tipos de ossosCaracteriza-se pela fragilidade dos ossos e não é uma doença exclusiva feminina, mas afeta principalmente mulheres no período pós-menopausa pela ausência do hormônio feminino que faz com que os ossos percam cálcio e fiquem porosos.

Os riscos maiores são algumas fraturas causadas na maioria por quedas, as mais comuns são as fraturas no punho, costelas, vértebras e fêmur. Outros fatores que contribuem para o surgimento da osteoporose, além da menopausa que é um problema tipicamente feminino, são baixo peso e estatura, o fumo, sedentarismo e ingestão inadequada de cálcio que também influencia no enfraquecimento dos ossos.

Câncer do colo do útero

Ilustração de uma pessoa com cancer de colo de úteroO câncer do colo do útero é uma doença que pode ser prevenida com a realização anual do papanicolau que é uma forma de detectar doenças femininas precocemente, estima-se que o câncer de colo do útero seja o terceiro mais comum na população feminina, superado pelo câncer de pele e de mama. A mortalidade pelo câncer está ligada a demora na visita ao médico, quando isso ocorre o câncer já está instalado e em estágio avançado.

O principal causador desse tipo de câncer é o Vírus Humano Papiloma (HPV) que se não identificado na fase inicial pode levar a morte. Fique atenta, pois é uma doença silenciosa, em fases mais avançadas o câncer de colo do útero pode se manifestar com sangramentos vaginais que aparecem fora dos períodos menstruais ou após relações sexuais e durante a relação pode ocorrer dor pélvica.

Câncer de mama

Mulher fazendo o auto exame das mamasAssim como o câncer de colo do útero, o de mama só avança por falta de prevenção, pois o câncer de mama é uma doença totalmente tratável quando diagnosticada precocemente. Além do exame da mamografia, o autoexame feito mensalmente pode ajudar a identificar nódulos iniciais, que é normalmente o alerta inicial.

Os sintomas mais comuns são a mudança de cor, enrugamento ou elevação da pele em uma área do seio, mudança no tamanho ou no formato e surgimento de um ou mais nódulos nas axilas.

No caso das doenças tipicamente femininas a prevenção faz toda a diferença, por isso é muito importante que a mulher não ignore nenhum sintoma ou sensação que seja anormal e procure um médico para um esclarecimento ou diagnóstico mais preciso.

Leia mais sobre doenças femininas

3 votos


Josi
11/03/10


Mais informações por email.

Deixe uma resposta

Para comentar você precisa realizar seu login com o Facebook