Cólicas menstruais quais as causas

Que mulher nunca sofreu com cólicas menstruais? Entenda um pouco mais sobre essa dorzinha chata que incomoda grande parte das mulheres

mulher com dorSe há uma coisa que toda mulher tem ou já teve em pelo menos um momento de sua vida é a cólica menstrual, um verdadeiro drama para algumas mulheres durante muitos anos ou boa parte da vida, isso porque a maioria acredita que a cólica é algo normal e natural do organismo feminino. Porém segundo os médicos nenhuma dor é natural a não ser que seja a dor do parto.

Conhecida também pelos médicos como dismenorreia, ela causa uma dor muita vezes incapacitante que se irradia pelos membros inferiores, causada pela substância prostaglandina que é liberada no útero para sua contração e liberação do endométrio através da menstruação quando não ocorre a fecundação.

                       

Cólica menstrual é normal?

Existem dois tipos de cólica menstrual, a primária e a secundária; a primaria é a que ocorre em boa parte das mulheres no período de menstruação, esta pode ocorrer nos dois primeiros dias de menstruação, a dor pode ser tão leve que quase imperceptível, ou seja, não é há necessidade de analgésicos, este tipo de cólica pode ser classificada como normal.

A cólica secundária é a dor incapacitante, que pode deixar uma mulher de cama e fazê-la perder um dia de trabalho, além de analgésicos não serem suficientes. A secundária pode estar ligada a problemas uterinos como mioma, tumor, endometriose, fibromas, entre outros. Por isso quando a dor pélvica te incapacita e acarreta muitas contrações por mais de dois dias, procure um médico especialista, nestes casos há tratamento adequado para cada tipo de diagnóstico.

Cólicas menstruais sintomas

Os sintomas principais da cólica primária são as dores medianas na região pélvica. Em adolescentes as cólicas podem ser mais fortes devido às alterações hormonais desta fase, podendo gerar diarreia, náuseas, queda de pressão arterial e até vômitos.

A cólica secundária geralmente ocorre em mulheres acima de 25 anos, elas são fortes e incapacitantes, também podem vir acompanhadas dos sintomas acima, a diferença que é esta ligada a problemas uterinos.

Cólica menstrual tratamento

O tratamento para a dismenorreia primaria pode ser feito através de exercícios físicos, que ajudam a liberação da endorfina, hormônio que causa alívio e sensação de satisfação. Uma alimentação rica em fibras podem amenizar as dores. Para alívio momentâneo as bolsas de água quente são boas soluções assim como evitar o vento frio também pode ajudar.

O uso de anticoncepcionais é indicado para mulheres que possuem vida sexual ativa e cólica primária.Para o tratamento de dismenorreia secundária, é necessário um diagnóstico preciso, já que ela pode estar relacionada a diversos fatores, em alguns casos há necessidade de tratamento cirúrgico.

O uso de medicamentos como anti-inflamatórios pode ser feito desde que seja recomendado e prescrito pelo médico especialista responsável. O uso de anticoncepcionais para a cólica secundaria não é indicado, já que este causa um fenômeno chamado congelamento do endométrio, acarretando mais dor e problemas futuros.

A cólica menstrual é algo natural, pode acontecer com maior ou menor intensidade, isso varia de um organismo para o outro. Este sintoma não está relacionado à má alimentação, porém a adoção de hábitos diários saudáveis pode ajudar a amenizar a intensidade da dor ou até mesmo preveni-la.

Assista ao vídeo e entenda um pouco mais sobre as cólicas menstruais, suas causas, sintomas e o que fazer para amenizá-las:

Cólica menstrual: conheça as causas e aprenda a aliviar as dores

Saiba mais sobre cólica menstrual

1 voto



Natalia Fraga
16/10/13



Vídeos Relacionados

Mais informações por email.

Deixe uma resposta

Para comentar você precisa realizar seu login com o Facebook