Ciúme excessivo é doença?

O ciúme excessivo é um sentimento que pode evoluir para uma doença, acarretando além de raiva, baixa autoestima e também depressão.


Casal de costas um para o outroO ciúme é um sentimento que passa a ser tratado como doença, quando começa a evoluir de forma negativa sobre qualquer tipo de relacionamento, seja amoroso, de amizade e até familiar, causando vários distúrbios emocionais e comportamentais. O número de relacionamentos frustrados pela doença do ciúme excessivo é bastante significativo.

Poetas e romancistas classificam o ciúme com a seguinte frase “O ciúme é o tempero do amor”, de fato, o ciúme na medida certa é saudável, mas em excesso pode “salgar” qualquer relacionamento, sentimento de posse e preocupação exagerada, costumam ser os principais indícios de que algo não está bem.

         

Ciúme excessivo sintomas

O ciúme excessivo quando doença pode se manifestar de duas formas, a primeira quando o parceiro realmente demonstra comportamentos que podem indicar infidelidade como a mentira, que gera falta de confiança, a segunda surge devido à própria condição do ciumento que é uma pessoa possessiva e bastante insegura.

O ciúme excessivo pode se manifestar de diversas maneiras que variam de uma pessoa para outra, no entanto alguns dos sintomas da doença são perceptíveis, entre eles o sentimento de medo, insegurança e a baixa autoestima. É comum a pessoa entrar em um círculo vicioso em que as explosões de raiva e de desespero são constantes.

Mulher ouvindo atrás da porta

Muitas vezes a pessoa dá asas à imaginação e passa a criar quadros mentais visualizando cenas de traição, que muitas vezes não existe. O ciúme excessivo pode tornar-se um pensamento crônico e obsessivo, em que a pessoa se vê presa a uma cadeia de eventos imaginários.

Em alguns casos a busca por evidências que comprovem a suposta infidelidade torna-se rotina, levando a pessoa a um total descontrole a ponto de controlar a vida do parceiro, checando e-mails, verificando ligações e mensagens no celular.

Ciúme excessivo tratamento

O tratamento para a doença do ciúme excessivo começa com a aceitação por parte da pessoa de que algo está errado na sua forma de se relacionar. Admitir que seu comportamento irracional está totalmente fora dos padrões aceitáveis é o primeiro passo para curar essa doença. É imprescindível resgatar a autoconfiança e isso só será possível se houver determinação e perseverança por parte da pessoa que sofre e faz sofrer com o ciúme excessivo.

Mulher triste com médica

O tratamento mais comum para a doença do ciúme excessivo é através da psicoterapia individual ou a terapia de casais, ressaltando que a participação do cônjuge no processo do reequilíbrio emocional é muito importante para a cura da doença, muitas vezes o ciúme excessivo evolui para um quadro de depressão, devido ao sofrimento que o ciúme excessivo causa, necessitando assim de um trabalho em conjunto com outros médicos.

A reforma interior tem início através do combate ao medo e ao sentimento de posse, outro aspecto a ser considerado é a dependência emocional em relação ao parceiro. A pessoa deve ter em mente que ninguém é de ninguém e que a relação saudável é aquela em que predomina o respeito e a confiança. Vale muito a pena investir na própria felicidade e para tanto quem sofre com as constantes crises de ciúme excessivo e não consegue redefinir a sua maneira de se relacionar, deve buscar ajuda especializada, a fim de evitar que esse sentimento se transforme em doença.

Para mais informações sobre quando o ciúme começa a se tornar uma doença, acesse o vídeo e confira uma entrevista com um psicólogo.

Ciúme excessivo: conheça o que é e aprenda a superá-lo

Leia mais sobre ciúme

0 voto





Mais informações por email.

Deixe uma resposta

Para comentar você precisa realizar seu login com o Facebook

X
Curta a página