Cirurgia íntima feminina

Cirurgia íntima feminina ou vaginoplastia é um procedimento cirúrgico para a correção de alterações estéticas na região íntima.

cirurgia feminina

A cirurgia plástica está entre os procedimentos estéticos mais populares e acessíveis e vem sendo cada vez mais procurada. Devido ao avanço da medicina e também tecnológico, a cada dia surge novos procedimentos capazes de garantir e ressaltar a beleza feminina, em muitos casos elevando a autoestima perdida, como é o caso das cirurgias íntimas, embora pouco divulgada e ainda envolta a tantos preconceitos e tabus, sua procura vem aumentando gradativamente nas clínicas que oferecem este tipo de serviço.

                       

Inicialmente a cirurgia íntima foi criada apenas para fazer pequenos “reparos” na região, mas com o passar do tempo, especialistas perceberam que essa cirurgia poderia ser também indicada para fins estéticos, melhorando o psicológico de muitas mulheres descontentes com o aspecto do órgão. Entre os inúmeros problemas reclamados pelas mulheres e que podem ser corrigidos pela cirurgia íntima estão:

> Estética insuficiência ou excesso de volume, devido à atrofia local e sobrepeso.

> Flacidez devido ao envelhecimento ou perda excessivo de peso.

> Dificuldade para a prática de exercícios físicos e uso de roupas justas.

> Insatisfação visual em relação ao órgão.

> Complexo pelo formato do órgão, quando não há aceitação que gera baixo autoestima.

> Insegurança, ansiedade, preocupação em não agradar o parceiro, devido à elasticidade do órgão, considerando a flacidez em muitos casos.

Essa cirurgia é realizada em hospitais, com o uso de anestesia local ou peridural, geralmente são simples e rápidas, não requer internação e dura cerca de trinta a sessenta minutos, a recuperação não é dolorosa, sendo permitidas relações vinte e um dias após a cirurgia. Equimoses podem ocorrer, assim como alteração de sensibilidade na região operada, mas ambos tendem a desaparecer em quatorze dias.

Para a realização da cirurgia o primeiro passo é assumir que há problemas no órgão feminino, um problema comum que ocorre com muitas outras mulheres, segundo passo é procurar por um cirurgião plástico e conversar abertamente com ele, mostrando sua insatisfação, diagnosticado o problema este lhe indicará o melhor tratamento.

1 voto



Josi
09/11/10



Vídeos Relacionados

Mais informações por email.