A pílula do dia seguinte

Conheça mais sobre o que é a pílula do dia seguinte, como age no organismo feminino e seus benefícios e efeitos colaterais.

Mulher segurando pílula do dia seguinte

A pílula do dia seguinte é um medicamento utilizado para emergências, ou seja, quando o preservativo ou outro método contraceptivo apresente falhas. A pílula do dia seguinte deve ser ingerida de 12 a 72 horas após a relação, porém não deve ser tratada e nem tomada como se fosse um anticoncepcional comum, pois contém alta dosagem de hormônios que podem ser prejudiciais para a saúde mulher. Com o início das relações íntimas cada vez mais cedo entre as meninas, o uso indevido deste medicamento tem aumentado.

                       

O ideal é conversar com um ginecologista antes mesmo da primeira relação, pois ele dará as orientações mais adequadas em relação aos métodos contraceptivos mais eficazes e menos perigosos ao organismo. Assim você conhecerá mais o seu corpo e saberá como se prevenir de maneira mais responsável e correta.

Pílula do dia seguinte como age no organismo

A pílula do dia seguinte age de duas formas do organismo feminino, sendo uma antes da fecundação e outra depois da fecundação do óvulo. Depende do ciclo menstrual: se a mulher não tiver ovulado ainda, a pílula irá impedir que os ovários liberem os óvulos. Caso contrário, a pílula irá alterar o muco cervical e o endométrio para que o ambiente fique hostil e assim os espermatozoides não sobrevivam e não cheguem até as trompas, evitando a gravidez. Caso o óvulo já foi fecundado e se fixou na parede do útero, a pílula do dia seguinte não irá ter efeito algum.

Pílula do dia seguinte dose única

Pílula do dia seguinte sintomas após o uso

A pílula do dia seguinte apresenta alguns efeitos colaterais após seu uso, entre os sintomas destacamos alguns efeitos colaterais como forte dor de cabeça, sangramento de cor escura, menstruação irregular por até 3 meses, enjoos, vômitos, diarreia e dores no corpo. Esses sintomas podem durar por dias e até mesmo meses, e aparecem devido à grande quantidade hormonal composta no medicamento. Outros problemas mais sérios como trombose e derrame também podem se manifestar caso a mulher faça uso contínuo do medicamento.

Mulher com dor de cabeça

Pílula do dia seguinte benefícios e malefícios

O único benefício da pílula do dia seguinte é na verdade a possibilidade de se evitar uma gravidez indesejada, pois os malefícios que causa no organismo feminino são bem maiores. Este contraceptivo contém até dez vezes mais hormônios que os convencionais, e essa alta dosagem é a responsável pelos malefícios que podem provocar distúrbios graves no sistema reprodutivo da mulher se o consumo for constante. O uso de uma pílula, a curto prazo compromete toda a produção hormonal da mulher, afetando diretamente o ciclo menstrual. Já a longo prazo, o consumo indiscriminado pode favorecer uma gravidez ectópica, o que pode levar a mulher a perder uma das trompas, dificultando assim uma gravidez futura.

Segurando pílulas

O medicamento costuma ser usado com frequência quando um imprevisto acontece, sendo visto como a solução de uma gravidez indesejada. Mas, antes de fazer uso da pílula do dia seguinte, pense bem e procure um médico, pois os seus malefícios são maiores que seus benefícios e alguns casos podem ser irreversíveis ao sistema reprodutor feminino.

Saiba mais sobre a pílula do dia seguinte

5 votos



Raquel
05/10/09



Vídeos Relacionados

Mais informações por email.